© 2019  Feito pela Projec. ♥️ Todos os direitos reservados. 

A tendência de se construir em containers

October 26, 2017

O uso do container na construção como elemento arquitetônico atende demandas de novas práticas construtivas e garante o reaproveitamento desses cofres de cargas que ficam abandonados em portos.

 

Trata-se de uma solução sustentável e de baixo custo para residências, escritórios e até comércios.

 

 

O container tem vida útil aproximada de 20 anos – varia conforme o tipo de material que transporta e fatores externos aos quais ele fica sujeito, como a maresia.

 

Após esse período, seu reuso aponta potencial como estrutura modular para construção civil, pois é um material superdimensionado.

 

“Dado que é feito para suportar até 25 toneladas de carga e pode ser empilhado em até 8 unidades em cima de um navio”, argumenta Arthur Norgren, engenheiro de produção mecânica e sócio-fundador da contain[it] no Brasil.

 

 Para ser utilizado na arquitetura, o container passa por um processo de tratamento e recuperação que inclui limpeza, funilaria, serralheria, pintura, revestimentos e acabamentos.

 

“Tudo varia em função do projeto e do que o cliente quer”, explica Norgren. A preparação da estrutura é feita na fábrica e in loco, dependendo das características de cada projeto — como as dimensões do container utilizado.

 

Guindastes e caminhões muncks transportam o material para o local de instalação.

 

 

A aplicação do container na construção civil é sustentável pelo próprio reuso do material. O aproveitamento representa um descarte a menos na natureza.

 

No entanto, práticas socioeconômicas devem ser adotadas para validar esse conceito. “Não adianta fazer um projeto que dependa de muito ar condicionado (e, portanto, energia) e achar que, só porque reusa containers, é sustentável”, alega Norgen.

 

Além do fator sustentabilidade, o container garante economia. Na instalação, por exemplo, não requer serviços de fundação e terraplenagem.

 

“Os containers se apoiam nos quatro cantos, então é possível calçá-los”, explica Norgren. Por ser uma estrutura modular, possui maior velocidade na execução do projeto em comparação a métodos convencionais. Dispensa, ainda, o canteiro de obras.

 

 

A construção modular também simplifica ampliações à planta original sem demandar grandes reformas e permite que o container seja desmontado e transportado para outro terreno. “O projeto pode ser facilmente modificado, atendendo a demanda por flexibilidade”, conta Tibúrcio.

 

Existem diversas soluções para climatizar construções com container. Materiais de isolamento, como revestimentos térmicos e pinturas reflexivas são algumas soluções.

 

O conceito de arquitetura bioclimática também é uma alternativa — sem contar que contribui para a sustentabilidade do projeto.

 

“O ideal é que se faça um estudo de conforto térmico, iluminação e ventilação”, aponta Fabíola Siqueira, arquiteta especializada em construção sustentável e diretora executiva do escritório ConceitoA_ Arquitetura Sustentável.

E aí, o que achou dessa maneira super versátil de construir? Moraria dentro um container? Solicite um orçamento gratuito com a Projec aqui

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ARTIGOS POPULARES

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

TAGS
Please reload

CONTEÚDO EXCLUSIVO