© 2019  Feito pela Projec. ♥️ Todos os direitos reservados. 

Beleza interior - Saiba como a decoração de sua casa afeta sua autoestima

June 20, 2018

Você sabia que a decoração da sua casa pode influenciar no seu bem-estar, humor e até levantar a sua autoestima?

 

           Em uma primeira impressão, Design de Interiores e Psicologia são termos que parecem não se combinar, mas eles estão mais interligados do que você pode imaginar, sendo que o ambiente em que vivemos possui muita influência em nossa autoestima e nos desperta sentimentos.

 

         Cada vez mais, o espaço material deixa de representar apenas uma necessidade física, passando a ser uma necessidade simbólica no estilo de vida do homem contemporâneo, interagindo com suas emoções.

         Estudos comprovam que uma pessoa feliz é mais eficiente, criativa e possui um raciocínio mais rápido, enquanto que uma pessoa triste ou deprimida tem suas capacidades de criação e raciocínio comprometidas.

          Dessa forma, o Design de Interiores tem como função promover um ambiente de conforto físico e mental, cumprindo com seu papel estético, mas sem deixar de lado sua importância psicológica.

     

 

 

        Ao entrar em um local, facilmente reparamos nas cores que o compõem. Essa interação demonstra como a paleta de cores nos causam efeitos.
     A interferência das cores na arquitetura não se apresenta como algo apenas decorativo, mas também como um elemento arquitetônico, determinando a relação homem-ambiente. As cores possuem forças psicológicas sobre nós e cada tom desperta um sentimento específico.

        Além das cores, os outros elementos arquitetônicos que compõem o ambiente também geram efeitos. Com base nisso, a Psicologia adentrou um ramo de pesquisa conhecido como Psicologia do DesignEssa área pretende compreender como nos relacionamos e reagimos à organização dos espaços interiores, contribuindo para que esses espaços, tanto individuais quanto coletivos, sejam promotores de bem-estar.
        Mais do que decoração, os estudos da área adentram o campo psico e biológico, entendendo como a iluminação natural, ventilação, entre outros aspectos, nos fazem sentir e influenciam até a nossa liberação de hormônios em determinado ambiente, melhorando o nosso humor, qualidade de sono e desempenho.
       Compartilhando do tema, o filósofo Alain de Botton explicou em seu livro “A Arquitetura da Felicidade” que ao construir, reformar ou decorar um espaço, estamos criando um refúgio físico e psicológico, um guardião da identidade de seus habitantes. Dessa forma, as construções devem além de refletir o ideal de beleza e funcionalidade, transmitir uma mensagem positiva.

 

        Não há como negar que o Design de Interiores é uma etapa muito importante para o planejamento de qualquer ambiente, pois ele busca a máxima eficiência dos espaços disponíveis, melhorando a experiência e qualidade de vivência dos que por ali transitam ou residem.

        Possuindo um alcance ainda mais profundo, ele molda nossa rotina e nosso modo de nos relacionar com o local e com os que estão a nossa volta.
     O design de nossa casa deve demonstrar nossa personalidade, refletindo quem somos, do que gostamos e como nos sentimos.

      Uma casa alegre que nos recorde de nossas características e memórias nos dá conforto, um conforto que deve ser muito bem projetado para criar as melhores lembranças de grandes momentos.

 

 

Referências: Angelita Scardua; Design Brasil

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ARTIGOS POPULARES

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

TAGS
Please reload

CONTEÚDO EXCLUSIVO